Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Democracia vs Partidocracia em Portugal

"Democracia vs Partidocracia"

"As Vantagens de Haver Divórcio!"

   

A questão essencial da realidade política que se vive em muitas sociedades modernas é a de saber até quando os políticos poderão continuar sem se sentarem no banco dos réus pelos males e promessas não cumpridas.

 

Conhecem algum político que tenha ido preso por "incumprimento das suas obrigações" enquanto governante? Segundo parece, neste como em alguns país do Terceiro Mundo, os políticos não se importam de ver o povo na miséria pois continuam a cobrar vencimentos chorudos...

 

Podem nada cumprir do seu programa eleitoral, o qual tem de ser entendido como um contrato estabelecido entre o povo e esses mesmos candidatos a governantes... Porém, nunca cumprem a maioria do que prometem, chegam mesmo a fazer exactamente o contrário do prometido e o povo não tem forma de denunciar o contrato...

 

Os políticos podem nada cumprir que ficam impunes... O cidadão comum, aquele que mantêm este sistema político... podre, moribundo... acaba por pagar todas as facturas, incluindo a da campanha eleitoral... E ainda por cima "para ser enganado"...

 

"Será que o Governo não tem vergonha na cara?

Com a "desculpa esfarrapada" (assim lhe chamaria o Zé povinho) de minimizar a despesa pública, este Governo, decide fechar escolas, porque não faz sentido mantê-las para meia dúzia de "alunos"... E nem que para isso, os pobres dos catraios passem semanalmente longas horas de transporte... Já não bastava às famílias o tempo que estão fora de casa para ainda terem de ver os filhos chegar a casa depois dos pais regressarem do trabalho!

 

Será uma nova forma de deportar as pessoas, deslocalizar as relações humanas dentro de um mesmo país? O pior, é que os pobres acabam por chegar à escola (quantas vezes com o corpo moído da viagem) cansados de andar para lá e para cá!

 

Resultado? Predisposição para a prender não será seguramente a mesma que teriam caso estivessem a 10 ou 15 minutos da escola... Alguém duvida? Por que motivo muitos dos estudantes universitários, bem maiores que os das escolas primárias, vivem em residências universitárias ou em alojamentos mais perto das universidades ainda que suas casas fiquem, por vezes, a menos de 50 Kms?

 

Porque a deslocação, para além dos cursos, gera cansaço e faz perder tempo (reduzindo drasticamente o tempo disponível e a predisposição para estudar. Alguém duvida disto?

 

Pois a Ministra não deve saber destas coisas... Certamente, nunca deve ter tido de se deslocar Kms e Kms para chegar às escolas que frequentou...

 

por isso, destruiu o que os alunos tinham de bom: a escola mais perto. Uma garantia de melhor sucesso. Isso de ter poucos alunos ser factor de insucesso, é uma Grande Treta! Será necessário apresentar provas desta evidência? Alguém viu um explicador a dar explicações a mais de 6 ou 8 alunos?

 

Pobres dos alunos que têm pais que lhes pagam explicadores... É que estão tão sozinhos nas salas de estudo que... devem ficar todos traumatizados. É que o número de explicandos, é, regra geral, inferior a seis alunos!... E, com tão poucos companheiros, como alcançam as invejáveis notas de 18, 19 e até 20... ? E, como todos sabemos, muitos (incluindo filhos de deputados, de Ministros,...) frequentam as salas de explicações, simplesmente para alcançarem as notas necessárias para poderem entram no curso que desejam a universidades!

 

O insucesso escolar agrava-se, mais despesas para os paizinhos desses garotos, perca de qualidade de vida e, em prol da despesa pública, os pais e os miúdos que paguem a crise!

 

Com a "história" de minimizar despesa pública, há que fechar centros de saúde e hospitais, porque há que centralizar os serviços e fazer uma gestão concertada, de acordo com o "mapa" (não sei se de Portugal, se de Espanha) - Resultado: pior serviço de saúde, utentes sem assistência médica, até porque não tem rendimentos que lhe permitam custear as despesas de deslocação (pense-se nos reformados, que tomara ele dinheiro para o pão), pessoas a falecerem a caminho do Hospital e, bebes a nasceram ao km x da estrada nacional y, na ambulância dos Bombeiros Voluntários da Aleluia (qualquer dia pergunta-se a um individuo: - então pá, de onde é que és natural? responde - do km 27 da EN 115. Que lindo!). - mais uma vez, em prol de minimizar a despesa pública, cada vez se tem menor qualidade de vida! Desgraçado de quem depende dos serviços públicos de saúde!

 

O Senhor Ministro, responsável pela Destruição do Sistema de Saúde em Portugal nunca será chamado a responder em tribunal do povo, nem a sentar-se no banco dos réus pelos "crimes"  (tipo "Homicídio na forma tentada") que possa ter cometido contra a saúde dos cidadãos que o não elegeram...

 

Deixemos de meter a cabeça debaixo da areia como a avestruz ... Queiramos ou não queiramos, "aceitemos ou não aceitemos ",  a realidade é que, neste tipo de Democracia (?!...) a que chamam de representativa, não sufragamos leis nem decretos... nem Ministros...

 

Não vivemos numa Democracia... vivemos numa Partidocracia... Apenas elegemos partidos ou chefes de partidos passando-lhes um cheque em branco para escolherem quem vai destruir um pouco mais do país... E escolhemos sempre pensando em quem vai destruir menos pois já ninguém crê nos políticos... Hoje a maioria já vai cotar "contra os que não querem" e não "pelos que querem" ver a governar o país... Foi o escolhido pelo Primeiro Ministro José Sócrates ... Pois bem...

 

Até quando teremos de aguentar esta Partidocracia Republicana ? …

Será que temops de concluir que esta república deixou de ser "Res Publica" para ser "Res Privata"  ou "Res Partidocratia

 

publicado por J.Ferreira às 12:26

link do post | comentar | favorito
|  O que é?
1 comentário:
De Nuno Cardoso a 14 de Fevereiro de 2008 às 18:19
Em 1º lugar queria elogiar o excelente espaço que criou pois todos precisamos de ouvir o que é preciso ouvir e de um espaço para dizer o que é preciso dizer.
Em 2º lugar apresento-lhe o seguinte texto, da minha autoria, que, se possível, gostaria de ver apresentado neste blogue.
Com os melhores cumprimentos
Nuno Cardoso



------------------------------------------------------------------
José Saramago, eterno escritor português, premiado com o Nobel da Literatura, disse uma vez que "a nossa maior tragédia é não saber o que fazer com a vida". Não tenho a arrogância de contrapor a minha opinião perante a de Saramago mas sinto-me obrigado a dizer que, tão penoso como não saber o que fazer com a nossa vida, é saber exactamente o que fazer com ela e não sermos capazes de o realizar.
Apesar de toda a pena que sinto, não posso deixar de rever toda a realidade portuguesa nesta triste e bastarda afirmação.

A esperança – é o que nos faz acordar todos os dias porque nos permite lançar a procura insaciável de um dia poder alcançar aquilo com que sonhamos; aquilo por que competimos; aquilo que nos torna autênticos; aquilo que define a nossa liberdade.

A liberdade – é o que nos faz acordar todos os dias porque nos dá a possibilidade de respirar abertamente para o mundo, único limite da nossa existência, da nossa pessoa e porque somos livres de amar a nossa liberdade, somos autênticos.

A autenticidade – é o que nos faz acordar todos os dias porque somos diferentes de todos os outros, porque somos especiais aos olhos do mundo, porque temos o direito de ser como somos, porque o que somos e o que são, pela possibilidade e liberdade de existir, não têm de competir.

A competitividade – é o que nos faz acordar todos os dias porque nos dá alento para continuar a acordar, porque nos permite interagir com os que são, porque torna o que somos melhor, porque nos permite elevarmo-nos na caminhada até ao sonho.

O sonho – é o que nos faz acordar todos os dias porque nos obriga a perseguir esse mesmo sonho no mundo real, porque nos dá liberdade, porque nos dá autenticidade, porque nos dá competitividade, porque nos permite sonhar acordados, porque nos dá esperança…

Mas, se nos tiram a esperança… a liberdade… a autenticidade… a competitividade… o sonho… porque haveremos de querer acordar? Infelizmente é assim que os portugueses se sentem, infelizmente é assim que nos fazem sentir.


A portugal e aos Portugueses deixo as palavras que gostaria que me fossem deixadas

"Sonha e serás livre de espírito... luta e serás livre na vida." [Ernesto Che Guevara]


"As tantas rosas que os poderosos matam nunca conseguirão deter a primavera." [Ernesto Che Guevara]


"A nossa recompensa encontra-se no esforço e não no resultado. Um esforço total é uma vitória completa." [Ghandi]


"O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente." [Ghandi]


"A prisão não são as grades e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." [Ghandi]


Não chegou já há muito tempo a hora de mudar???

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Em Nome do DESACORDO Orto...

. Sucesso Escolar versus Co...

. António Costa e a Queda d...

. O Regresso dos Rankings e...

. Nas Tintas Para a Opinião...

. PAIS de ONTEM na escola d...

. O Milagre das Escolas Pri...

. Os Donos do Sol

. Políticos Vivem Acima das...

. Direito à Habitação versu...

.arquivos

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds