Sábado, 8 de Agosto de 2009

Que Trio de Incompetentes !

Triste Figura! Meu Deus!  Que Trio !...

É este o EXEMPLO de EXCELÊNCIA que nos querem dar!?

Bem que podem abrir de novo a Universidade Independente!

José Sócrates (Primeiro-Ministro), Maria de Lurdes Rodrigues (Ministra da Educação) e Valter Lemos (Secretário de Estado da Educação)... Qual será a doença que ataca os Socialistas? De facto, passam os anos e cada vez fazem pior figura. Lembram-se de António Guterres e o cálculo de uma dada percentagem do PIB?... Pois. Estes socialistas não estão nada melhor! Até ao momento a doença ainda é desconhecida...  Mas já há quem a tenha identificado como a "Incompetencite Crónica"!

 

Ora vejam só o que dizem, na ânsia de fazer parecer que é uma grande bolsa... Até contam o abono (que todas as crianças e jovens a estudar sempre receberam) como se fosse também dado agora na bolsa... É, no mínimo, uma perspectiva demagógica, cega e caricata, para não dizer mesmo, ridícula!

A apresentação pública desta porcaria de medida foi uma autêntica vergonha. Vejam a confusão, insegurança e a balbúrdia dos discursos e interrupções dos membros do (DES) Governo de Portugal!... Todos querem falar... mas nenhum sabe muito bem do que está a falar... parecem mais os vendedores de "banha-da-cobra" numa qualquer feira em honra dos Santos Populares... Vejamos:

 

Sócrates tenta explicar o que o governo pretende: "O valor da bolsa é igual ao dobro... é igual ao dobro, o ("duas vezes", intercalou a ministra!)... duplica, não é?, triplica o abono de família... quer dizer, havendo... Não é assim? (dirigindo-se para o secretário de estado) é o abono de família mais o dobro... A bolsa é igual ao dobro do abono de família ("e mais um", interrompa de novo a ministra) e a família receberá... ("e mais um", insiste a ministra!)".

Perdido nas contas, José Sócrates deixou a Ministra da Educação tomar a palavra e explicar: "O abono de família no escalão máximo é à volta de 50 euros... A bolsa será 3 vezes este valor, aahh, exactamente!" E virando-se para o lado diz "Não é bem assim, é 3 vezes...!".

"Não", diz Sócrates. Mas a Ministra continua: "É o abono mais duas... a a a a bolsa duplica  no sentido em que é duas vezes o valor do abono de família, mas como também tem o abono de família, não lhe é retirado nem deduzido nisto, ele fica com 3 abonos de família.

Sócrates (pior que medíocre, pior que muito mau... um péssimo timoneiro), toma de novo as rédeas para tentar levar o assunto a bom porto e... volta a "meter o pé na poça" procurando enganar o Zé-Povinho tentando vender a bolsda como se de uma "banha-da-cobra" se tratasse: "O importante é que se perceba o seguinte: a bolsa será de 150 euros"... "nesse caso! - acrescentou em quase surdina.

 

Por isso nós dizemos: Que confusão!!!...

E é esta Ministra (equipa ministerial) que diz ser necessário avaliar os professores!!!...  Ó senhora professora, ou melhor, Ó Senhora Ministra! Desgraçados dos professores se, para explicar esse "problemazito" aos seus alunos fosse necessário tanta gente. Creio que o meu garoto de 7 anos explicaria muito mais facilmente o que tentaram e não foram capazes. Então Sócrates diz à boca cheia que a bolsa será de 150 euros? Como?!... Que matemática é essa? Só se for Engenharia Matemática Socrática. Mas, afinal, a quem querem enganar? A Bolsa meus caros leitores, a bolsa que este governo diz que vai dar aos alunos terá, como valor máximo, 100 euros . E isto, apenas para o caso de alunos que recebam já o valor máximo de Abono de Família. Ponto final. Qual 150 EUROS, Sr. Primeiro Ministro?  É mentira. É pura DEMAGOGIA... É  PROPAGANDA!

 

Como explicar então isto? Em poucas palavras e sem demagogia, bastaría um elemento do governo para dizer a seguinte frase:

A bolsa a atribuir será DUAS VEZES o valor que a família recebe de abono de Família pela criança a escolarizar. PONTO FINAL.  Tão simples quanto isto...

Para onde vamos com estes governantes? São estes os governantes que dizem ser e exigir competência aos seus súbditos? Enfim... Em vez do SIMPLEX... temos um CONFUSEX...!

A verdade é que a bolsa pode atingir, no MÁXIMO 100 euros... NUNCA 150 Euros! A BOLSA NUNCA será equivalente a três vezes o abono de família, como a Sra Ministra da Educação quis fazer passar. Os que não recebem a bolsa perdem o abono?

Para quê enredar tanto? Para quê misturar o abono com a bolsa? Para quê chamar bolsa ao abono? Já não enganam ninguém... Quer dizer, só enganam socialistas cegos ou que também não saibam (como eles!) fazer contas...

A trapalhada de Sócrates na CAÇA AO VOTO, começou com o complemento solidário para idosos (a muitos idosos tocou-lhes mais uns 2 ou 3 euros...!) e continuou agora com a promessa de incentivos á maternidade ao dizer (sim, dizer!) que vai dar 200 euros por cada nascimento, valor a colocar na conta do bebé que só poderá movimentar depois dos 18 anos ( se lá chegar...). Já nem será ele a pagar... Ofereceu algo aos portugueses que apenas os meus filhos terão de pagar, daqui a 18 anos! Milagre. Grande Sócrates...

 

E, para os que lá chegarem, quanto valerão esses 200 euros daqui a 18 anos? Os políticos estão a tratar da saúde de toda a gente... Fecharam escolas, fecharam maternidades, fecharam urgências e agora vêm com um rebuçadito? Daqui a 18 anos, meu caros, os 200 euros de nada valem... nem mesmo para atestar um depósito de gasolina... percebem? Por que não dá logo à nascença da criança como fizeram alguns autarcas? É claro... Mais uma promessa para não cumprir... Os governos não cumpriram as suas obrigações legais enquanto entidade empregadora, ao não efectuarem as transferências (para a Caixa Geral de Aposentações agora em crise, por sua exclusiva responsabilidade!) dos descontos realmente feitos pelos funcionários públicos (como o fazem, obviamente, todas as entidades empregadoras para a Segurança Social)... E agora estamos como se sabe! nunca cumprem e agoram vêm com mais uma promessa de 200 euros! Mas não os vão colocar lá... Isso ficará para quem vier... Quem vier depois governar que coloque lá o dinheirinho. E, até lá, os bebés terão uma cadernetita que diz TER o que na realidade só poderão ver aos 18 anos! Quem garante que esta MISÉRIA de dinheiro VAI LÁ ESTAR?

 

Esta equipa governativa é uma tristeza! Pobres alunos. Como estaríamos nós em Educação se o pior dos professores não tivesse melhor competência do que qualquer um destes...!!? E ainda vem a senhora dizer que os professores têm de ser avaliados? Por quem? Por incompetentes como so que vemos neste vídeo?...

 

Analisando o vídeo dá vontade de dizer:

Ó Homem, decida-se! Não ande a inventar em cima do joelho. Faça como os professores: prepare as suas lições! Ou faz tudo "em cima do joelho" e depois nem sabe muito bem o que anda a fazer, tal como não sabia que era proibido fumar nos aviões? Desperte, Homem. Olhe que a Lei do tabaco foi feita pelo seu (DES)governo!

 

É com incompetentes como estes que Portugal caminha para o abismo como o Titanic, navegando rumo ao naufrágio, por culpa de teimosos que não quiseram ouvir quem mais sabia do assunto.

Ora, Portugal corre um sério risco de falência. Qualquer dia á entrada das fronteiras não nos resta senão colocar uma placa a dizer: TREAPASSA-SE!

 

Já no iníco da década de 90, afirmávamos que nunca chegaríamos a receber uma reforma tal como estava instituída. Quando chegasse a hora de nos reformarmos, os políticos já teriam despejado os cofres do Estado e nada mais iria restar para ninguém. Hoje, passados quase 20 anos, fala-se da falência da Segurança Social. É claro: ELES COMEM TUDO (Zeca Afonso). Por que motivo não fazem uma lei que apenas permita SACAR dinheiro até ao limite dos descontos efectuados (com um factor de actualização equivalente ao valor da inflação anual, obviamente!). Sim, actualmente os deputados, mesmo sem nunca terem produzido nada mais na vida, mesmo que tenham apenas efectuado os descontos como deputados, ficam com direito a uma subvenção vitalícia que passam a receber imediatamente depois de terminarem 8 anos de funções no Parlamento. Sabemos que mudará para 12 anos, a partir de 2013. Mas até lá, muita água correrá debaixo da ponte e, seguramente em nome da necessidade de  atrair para a política uma vez mais os mais competentes (Ah! Ah! Ah!), voltaremos a ter as MORDOMINAS AUMENTADAS, bem como os salários (lembrem-se dos 125% de aumento no salário dos deputados europeus e em tempo de crise!) etc. etc. A quem querem tapar os olhos? Ou não fossem os políticos os  maiores mentirosos do mundo... Ora, se apenas tivessem direito a SACAR o dinheiro que descontaram, estava tudo bem. Que se reformassem (subvenção, ou chamem-lhe o que quiserem mas é como uma reforma e ainda por cima antecipada e com direito a continuar a exercer cagos públicos, em empresas etc etc...!) o problema era deles. Agora que fiquem logo com 38 ou 42 anos a receber com o dinheiro dos nossos impostos ou descontos uma subvenção chorudo até aos 90 ou 100 anos é que não é justo. Muitos de nós, nunca conseguirão receber metade sequer do que descontaram. Eles comem tudo. E levam 100 vezes mais dinheiro do que descontaram... Que injustiça é esta? E chamam a isto DEMOCRACIA?

Por isso dizemos que SUGAM os NOSSOS contributos e não deixam nada. Sem dúvida. É isso que atrai tanta gente para um ligar de deputado. É que não são responsáveis por nada... basta estar no parlamento, "botar uma ou outra faladura", assinar o ponto e votar como o chefe da banda mandar. não têm autonomia... mais valia ir um deputado de cada partido com uma placa com o número de votos e já estava.. Oh, quanto não pouparíamos aos cofres do Estado...! Se apenas tiverem o direito a receber o que descontaram ao longo do percurso contributivo, a economia e as finanças portuguesas ficariam bem melhor e os portugueses agradeceriam...! E não me digam que não SERIA UMA LEI JUSTA. Como podem estes senhores em pouco mais de MEIA DÚZIA DE ANOS DE DESCONTOS ficar a receber uma SUVBVENÇÃO VITALÍCIA só porque "se sentam" (quantos deles nunca fazem uma intervenção; apenas sabem "votar como o chefe manda"!) ou "assinam o ponto" (ainda que nem lá ponham os pés, como foi noticiado há uns anos!). Agora, imaginem que isso se passava com qualquer outro funcionário público português que deve estar lá PARA SERVIR o Estado! Claro, porque os funcionários públicos devem ESTAR LÁ PARA SERVIR os portugueses, se algum deles fizesse o mesmo teria um processo disciplinar e poderia ser expulso. Mas, no Parlamento, como há quem lá esteja PARA SE SERVIR DO ESTADO, o caso das assinaturas quando tinham faltado, não deixou de dar tudo em "ÁGUAS DE BACALHAU"!... Porém, os restantes funcionários, como por exemplo os professores, estiveram a trabalhar nas salas de aula com os seus alunos!... Aí é que está a diferença... Aí é que se vê QUEM SERVE e QUEM SE SERVE dos impostos dos portugueses... Ou será que os professores (ou quaisquer outros funcionários públicos) são menos iguais que os deputados? Será que os deputados os consideram como "portugueses de segunda"? Ou será que os considera "menos patriotas" que os deputados?

É por estas e por outras que aqui libertamos o nosso Grito de Revolta: TENHAM VERGONHA!

publicado por J.Ferreira às 02:33

link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Em Nome do DESACORDO Orto...

. Sucesso Escolar versus Co...

. António Costa e a Queda d...

. O Regresso dos Rankings e...

. Nas Tintas Para a Opinião...

. PAIS de ONTEM na escola d...

. O Milagre das Escolas Pri...

. Os Donos do Sol

. Políticos Vivem Acima das...

. Direito à Habitação versu...

.arquivos

. Maio 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds