Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

24 Outubro 2008

 

MINISTRA DA EDUCAÇÃO

 DO GOVERNO de SÓCRATES

 NÃO SABE O QUE QUER.

 

Educação a Caminho do Abismo - II

 

Vamos de mal a pior… Legislação constantemente alterada prova que estes (DES)Governantes do Portugal leva a injustiças e absurdos. Centremo-nos apenas em um dos artigos da proposta para vermos até que ponto nós já chegámos!... E para onde caminhamos, claro.

 

Decreto-lei para concursos volta a ser alterado… De cada vez que o alteram milhares de professores são prejudicados. Somos uma classe desfeita, desorganizada, crítica de tudo e de todos que não tem princípios para além daquele básico, primário, egoísta estúpido, incrível, infantil, que diz: “Se é bom para mim, é bom para todos!” tal como a criança que pergunta “Se estou cheia de fome… por que não comes?”

Claro que, tal como a postura egocêntrica de muitas crianças, muitos professores se acobardam e consideram esta ultrapassagem dos colegas como normal… Se um professor ao fim de 4 ou 5 anos de trabalho teve a sorte de obter uma colocação ao lado de casa (por criação de vaga nesse ano ou em substituição de outro, por exemplo), por que não ficar ali colocado para o resto da vida? Os demais, que já trabalham há mais de 15 ou 20 anos que se danem… E ainda se arrogam do direito de afirmar: “que culpa tenho eu que tu tivesses nascido com o traseiro voltado para o Sol?” como se uma lei injusta tivesse algo a ver com o dia ou a posição em quês e nasceu!

 

Vejamos, então, em que se fundamenta a nossa crítica:

Proposta de alteração ao Decreto-lei sobre Concursos.

O Decreto-Lei n.º 20/2006, de 31 de Janeiro, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 35/2007, de 15 de Fevereiro, passam a ter a seguinte redacção:

 

Artigo 24º

 “1- Os actuais lugares de quadros de escola integrada em agrupamento de escolas são convertidos em lugares de quadro do agrupamento de escolas a que a escola pertence.

2- Os docentes titulares dos lugares de quadro de escola pertencente a agrupamento de escolas são automaticamente integrados nos quadros desse agrupamento de escolas, nos respectivos grupos de recrutamento.”

 

Bem… Até aqui e à primeira vista, tudo parece normal e justo!… Porém, esta visão apenas pode ser subscrita por quem não é capaz de ir muito mais além do que a lei parece dizer.  Vejamos:

Tenham o tempo de serviço que tenham, como podem os professores aceitar que se considere como normalidade um docente com mais antiguidade, efectivo num quadro de escola, com 20, 30 ou até mais anos de serviço, seja obrigado, nos últimos anos da sua vida, a exercer a mais de 40 ou 80 quilómetros de sua casa só porque um mais novo lhe ocupou o lugar, em virtude de regras obscuras, injustas?

Ora, consideramos que esta alteração vem colocar a incerteza quanto ao local de trabalho dos professores, vem deturpar o percurso da carreira de todos (dos que iniciam pois um dia acabam por pagar as favas ao dono quando chegarem outros e lhes “chimparem” o lugar) e colocar em causa a estabilidade tão apregoada pelo governo, abrindo caminho ao compadrio, à arbitrariedade de agrupamento para agrupamento ou até mesmo dentro do mesmo agrupamento, em função das “famílias” dos professores, do poder da “cunha”, enfim, até mesmo (como parece que temos os tribunais às moscas e os advogados sem nada para fazer!”) dar origem à Operação “Giz Dourado” – O “Apito Dourado” da Educação que, seguramente, acabará por provar, não que “o crime compensa”, mas que “o suborno pode compensar!”… enfim!

Os professores portugueses estão tão cansados de levar pancada de todos (Governo, Jornalistas, economistas, etc… etc…) que já começam a entrar na onda e a resignar-se! Assim fizeram muitos cidadãos no tempo da ditadura (em que fugiam do alcance da vista dos regedores). E agora, neste autêntico pântano legislativo em que foi colocado o país por estes socialistas, não lhes resta alternativa que remeter-se ao silêncio, e, sentindo cada vez mais o seu posto de trabalho em perigo, permanecem mudos como se estivessem amordaçados pois, a censura e a perseguição voltou… E com muito mais força, fruto da informatização dos dados que permite um controlo da vida das pessoas, do que dizem, do que falam, do que lêem (e até do que pensam, quando o expressam!)

 

Mas as injustiças continuam no número seguinte:

“3- Os docentes colocados em agrupamento de escolas ou escola não agrupada, em razão do reordenamento da rede escolar, por extinção, fusão ou reestruturação de estabelecimentos de educação ou de ensino, ocorridas entre os anos lectivos de 2006/07 e 2008/09, são automaticamente integrados nos quadros desses agrupamentos de escolas ou escolas não agrupadas.”

 

Vamos bem… Vamos bem... Isto é o retorno às origens, caminhamos rumo à selvajaria, à ditadura…

Enfim, como uns quantos acabam por ser uns sortudos e ficam felizes por ultrapassar os colegas e ficar para o resto da sua vida ali ao pé de casa, esperam que os demais se sintam felizes por não terem a má sorte de nem ter escola para trabalhar. É a lei da Sela… É um “salve-se quem puder”… ou, talvez não!… É um governo que se transformou numa “fábrica de leis por medida”… Eles lá sabem por que motivo alteraram a lei de reforma impondo apenas 13 anos em 1989 (dizem que para abranger outros que nasceram para a profissão no tempo da ditadura…!) quando se pretendia aforrar dinheiro? Terá sido, certamente, para beneficiar alguns “compinchas” que os ajudaram a alcançar estes “momentos de glória” no partido Socialista? Adivinhe o leitor que nós não temos contacto com o Zandinga!

“Lérias, lérias…”, diria Eça de Queirós.

 

Enfim… Constatamos que ESTE GOVERNO leva a EDUCAÇÃO A CAMINHA DO ABISMO!

 

Estas alteração do regime de concursos é a NEGAÇÃO da estabilidade que tanto apregoamda motivação que tanto dizem querer incrementar, da melhoria dos resultados educativos que dão actualidade à máxima que tornou imortal o nome do imperador César Augusto: Mulher de César NÃO PRECISA SER!… BASTA PARECER !

E nós perguntamos: “Quando é que estes governantes vão dar banho ao cão?”

 

Veja outros textos relacionados com o tema:

http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/15085.html

http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/6114.html

http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/5058.html

http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/14829.html

http://ferreirablog.blogs.sapo.pt/10919.html

 

 

publicado por J.Ferreira às 11:34

pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23

27
28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

subscrever feeds
blogs SAPO