Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

28 Junho 2009

Há coisas que correm pela internet a que não podemos deixar de dar a visibilidade de necessária. E esta é uma delas...

 

Este Governo e esta Ministra da Educação dizem querer ver o Ensino Português com os resultados do Ensino Finlandês.

Pois bem... Os Pais portugueses - e os Professores TAMBÉM SIM! (também são pais e têm filhos no sistema público há que não esquecer…!) – querem que o ensino português seja igual ao finlandês. Mas em tudo...! Não apenas no que, demagogicamente, José Sócrates decide que se deve igualar.

 

Vamos a isso… Senhora Ministra. Vamos a corrigir ALGUNS PEQUENOS PORMENORES que distinguem o Ensino em Portugal com o Ensino na Finlândia.


COMECEMOS, pois, Senhora Ministra, por ELIMINAR as VERDADEIRAS DIFERENÇAS:

1. Na Finlândia, o ensino é totalmente gratuito, inclusivamente os livros, cadernos e outro material escolar;

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

2. Na Finlândia, há auxiliares de acção educativa que acompanham constantemente os alunos;

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

3. Na Finlândia,
os pais são estimulados a educar as crianças no intuito de respeitarem e valorizarem  a Escola e os Professores;

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

4. Na Finlândia os professores têm tempo para preparar aulas e são profissionais altamente respeitados.

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

5. Na Finlândia as aulas terminam às 15:00 horas, hora a que os alunos vão para casa brincar, estudar, usufruir do seu tempo livre e não permanecem "encaixotados" no mesmo sítio sem condições;

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

6. Na Finlândia as turmas têm um professor especializado sempre presente para acompanharalunos com necessidades educativas especiais;

EM PORTUGAL TAMBÉM NÃO!

7 . Em Portugal há professores avaliadores e professores avaliados;

NA FINLÂNDIA TAMBÉM NÃO!


8. Em Portugal professores de primeira e de segunda;

NA FINLÂNDIA TAMBÉM NÃO!

 

9. Em Portugal as turmas podem ter 30 alunos;

NA FINLÂNDIA TAMBÉM NÃO!


10. Em Portugal gastam-se milhares e milhares de euros com centenas e centenas de Inspectores;

NA FINLÂNDIA TAMBÉM NÃO!

Se o Governo for capaz de igualar o que nos distingue, talvez seja dado o primeiro passo para que o Ensino melhore e se aproxime do que tem a Finlândia.

Até lá… 

 

 

publicado por J.Ferreira às 11:34

19 Junho 2009

Vital Moreira  Versus Menino "Eleutério"

 

Vital Moreira  apresentou-se no Congresso do PS com armas apontadas aos Professores. E, imediatamente Sócrates (o engenheiro, não o filósofo, obviamente!) aproveitou para o INSCREVER COMO CABEÇA-DE-LISTA às Eleições para o Parlamento Europeu. Para este Governo, BASTA APONTAR ARMAS AOS PROFESSORES PARA SE SER RECONHECIDO COMO COMPETENTE.


 

Vital Moreira, cabeça-de-lista do Partido Socialista ao Parlamento Europeu, obteve apenas ZERO VOTOS para o Conselho Científico da Faculdade de Direito

 

 

Noticia SOL  / online


Coimbra

Vital com zero votos para o Conselho Científico da Faculdade de Direito

 

O Cabeça-de-lista do Partido Socialista ao Parlamento Europeu foi o docente menos votado  nas eleições para o Conselho Científico da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Vital Moreira não recebeu nenhum voto no escrutínio de terça-feira

Segundo a Acta da Comissão Eleitoral para as Eleições do Conselho Científico da FDUC,  Vital Martins Moreira não colheu qualquer voto e ficou em último lugar  nas preferências dos docentes da faculdade.  A votação realizou-se terça-feira, 2 de Junho.

Entre os candidatos contavam-se todos os docentes doutorados que não tivessem declarado indisponibilidade para concorrer a um lugar no conselho científico.

Vital Moreira não manifestou indisponibilidade para continuar naquele órgão para o qual foi eleito em 2006, apesar não ter comparecido a qualquer reunião do conselho durante dois anos.

Nesse período, o constitucionalista também acumulou faltas injustificadas às aulas e não apresentou sumários da lições, como a lei exige No entanto, Vital não foi alvo de qualquer processo disciplinar.

 

 

E temos sujeitinhos como este a abrir as goelas contra os professores?

Quem o Avaliou? José Sócrates.  Qual foi o prémio: do nosso Primeiro Ministro para este INCOMPETENTE? Colocar um Comunistra Recauchutado ou Reconstruído como Cabeça-de-Lista do Partido Socialista ao Parlamento Europeu...! 

Que triste imagem divulgamos do nosso país...

Para onde vai Portugal com políticos deste calibre a comandar os destinos de um país?

 

 

SÓCRATES DEVERIA TER DIVULGADO, SIM, AS FALTAS DESTE SENHOR... enquanto professor da Faculdade de Direito.

 

Na verdade, este senhor VITAL MOREIRA (que atacou injustamente os professores) ENVERGONHA QUALQUER ELEMENTO DA CLASSE PROFISSIONAL. É um exemplo paradigmático de “O QUE NÃO DEVE SER UM PROFESSOR”...
Porém, PARA OS SOCIALISTAS
SOCRATINOS, que (DES)governam este país, QUALQUER INCOMPETENTE PODE PASSAR A EXCELENTE :  BASTA QUE ATAQUE OU DISPARE CONTRA OS PROFESSORES.

 

O povo deve PARAR para reflectir:

COMO PODEM OS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO ACEITAR SER AVALIADOS POR INCOMPETENTES E IRRESPONSÁVEIS COMO ESTE SENHOR....

 

Permitam-me que fundamente esta tese num texto extraído de Eça de Queiroz (Farpas, Livros do Brasil, p.63.)

"Ora tudo isto nos faz pensar - que quanto mais um homem prova a sua incapacidade, tanto mais apto se torna para governar o seu país!
E portanto, logicamente, o chefe do estado tem de proceder da maneira seguinte na apreciação dos homens:
- O menino Eleutério fica reprovado no seu exame de francês. O poder moderador deita-lhe logo um olho terno
- O menino Eleutério, continuando a sua bela carreira política, fica reprovado no seu exame de história. O poder moderador alvoroçado, acena-lhe com um lenço branco
- O caloiro Eleutério, dando outro passo largo, fica reprovado no 1º ano da Faculdade de Direito. O poder moderador exulta, e quer a todo o transe ter com ele umas falas sérias.
- O bacharel Eleutério, avançando sempre, fica reprovado no concurso de delegado. O poder moderador não pode conter o júbilo, e fá-lo ministro da justiça.
E a opinião aplaude!
De modo que, se um homem se pudesse apresentar ao chefe de Estado com os seguintes documentos: Espírito de tal modo bronco que nunca pôde aprender a somar; reprovações sucessivas em todas as matérias de todos os cursos. O chefe de Estado tomá-lo-ia pela mão, e bradaria, sufocado em júbilo:
- Tu, Eleutérius eris! Tu serás, para todo o sempre, Presidente do Conselho!"

 

 

 

publicado por J.Ferreira às 11:48

pesquisar
 
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
blogs SAPO