Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

14 Novembro 2012


"As Victórias de David Contra Golias" ou A Guerra dos "Marcelo"


--> Portugal 1  - Alemanha 0


      Treinador: Marcelo Rebelo de Sousa

 

Bem poderia ser um texto sobre futebol. Mas não. Não é de futebol que vimos aqui falar.

É de outros jogos. De jogos de poder. De lutas pela sobrevivência de uma comunidade de cidadãos (os portugueses) que abriram horizontes e foram capazes de dar "novos mundos ao Mundo" e que agora estão cotados por agências de rating cvomo lixo. Não. Não somos lixo.

Mas comos se cvonsegue provar isto? Simples. Com complexas lutas de bastidores, nas instâncias internacionais, fazendo valer o direito.

E para tal, que melhor que usarmos a inteligência, a competência e a persistência de cidadãos que não desistem das causas por que lutam. E os que a têm e a podem colocar ao serviço do bem comum, de um país a que dizem ter apego, que se disponham a lutar...

 

 

No Expresso Online ficámos a saber que Marcelo abriu fogo contra Merkel... Portugal 1 - Alemanha 0


Marcelo Rebelo de Sousa promoveu um vídeo que as autoridades alemãs não aceitaram que fosse visionado em Berlim.


Um dia depois de ter sido recusada a divulgação do vídeo na Praça Sony de Berlim, e um dia antes da visita da chanceller Angela Merkel a Portugal, já pode ser visto o vídeo promocional de Portugal que foi impulsionado por Marcelo Rebelo de Sousa.

O vídeo pretende ser um apelo à solidariedade alemã para com Portugal, exemplificando com a solidariedade que Portugal e a Europa tiveram para com a Alemanha na altura da reunificação.

São ainda apresentados vários dados quanto à austeridade sobre Portugal e ao esforço que os portugueses têm sido obrigados a fazer nos ultimos tempos.

A intenção de elaborar um vídeo promocional de Portugal tinha sido anunciada por Marcelo há várias semanas na TVI, e a sua realização foi conseguida com a colaboração de Rodrigo Moita de Deus, blogger e atual dirigente nacional do PSD (faz parte da comissão política nacional).

 


 

Mas a guerra não fica por aqui...



--> Portugal 1 - China 0                Treinador: Marcelo Sousa

 

Finalmente... Uma notícia do Expresso favorável à nossa economia.

 

Marcelo Rebelo de Sousa, vice-presidente da Associação Portuguesa da Indústria de Cerâmica (APICER) confirmou ao Expresso que, a partir da próxima sexta-feira, 16 de novembro, serão cobradas taxas - que vão até 58,6% - às loiças cerâmicas chinesas que entrem na União Europeia.

"Foi uma vitória importante para Portugal, que é o maior produtor europeu de loiças cerâmicas", considera Marcelo Sousa. A Comissão Europeia decidiu aplicar as taxas de importação a estes produtos chineses apesar da votação sobre o assunto não ter sido favorável a esta tributação, pois "houve 14 países que votaram contra e apenas 13 que foram a favor destas taxas aplicadas à loiça chinesa", referiu Marcelo Sousa.

A partir da próxima sexta-feira, a loiça cerâmica portuguesa passa a ser muito mais competitiva nos países da União Europeia.


Parece que a Europa acaba de despertar... Ganhámos. Mesmo contra um gigante...

Se as guerras económicas tivessem um fiunal justo para este país... qualquer um de nós poderia sonhar com um futuro  feliz.


publicado por J.Ferreira às 16:16

13 Novembro 2012

 

Acordamos muito tarde. Sim.  Nós, os portugueses em geral, andamos a dormir há muito tempo.

Enquanto os políticos faziam de pica-paus, criando buracos por todo o lado, nós estivemos tranquilos que nem espanhóis na hora da sesta.

Na última década, os políticos fecharam hospitais, urgências, maternidades, escolas... E nós estivemos caladinhos... Aqui e ali, simplesmente, se ouvia um ou outro grito de alerta mas, como os estudantes que gritaram contra as propinas, cada um seguiu o seu caminho, criticando o outro porque não queria perder a porcaria da mordomia de ter de levantar o traseiro pela manhã, percorrer umas dezenas de quilómetros para ganhar pouco mais que o rendimento mínimo que o vizinho do lado recebia sem fazer um ... (adivinhe o palavrão). Mas estávamos solidários com todos porque o governo foi endividando o país... deixando claro que se aumentariam todos os direitos... Nos viveríamos como "senhores feudais" porque, tal como afirmava Sócrates (o chefe da banda política que nos governou até há bem pouco tempo), "pagar a dívida é ideia de criança", isto é, a dívida dos países não é para ser paga.

Claro. Claro que não são para ser pagas... mas só até chegarem os senhores de negro... Sim, até chegarem aqueles que mais se parecem com os "homens do fraque"  (coincidência ou não, dizem, também eles vestem de negro!), muitos portugueses viviam na expectativa de um dia solarengo atrás de outro... Como a cigarra que canta todo o verão... E não se cuidara, foram viajando, acumulando dívidas... Os bancos incluídos, com ordenados chorudos de fazerem inveja ao maior dos milionários do mundo...Que o diga Cristianos Ronaldo, que ainda que o seu ordenado seja um autêntico atentado a quem recebe o salário mínimo, é com o seu suor (e a desgraça dos que pagam para ir ver um jogo de futebol, ou subscrevem os canais da especialidade, dirá o leitor!!...

Bom. Mas não assaltam o bolso do contribuinte em geral para o fazer... tal como as esmolas que caiem na igreja, só o dá quem quer! E se alguns têm dívidas ao fisco, que o governo tenha coragem de faazer como faz aos particulares: acção de despejo!... Fora com esse clubes do mundo futebol. Em geral, os jogadores não conseguem os seus ordenados chupando os todos os cidadãos... Ao contrário, os banqueiros chupam com os exorbitantes juros que cobram aos que se socorrem de crédito e depois ainda pedem resgates... com o dinheiro público, de todos os cidadãos.

Creio que é chegada a hora de ir directamente à questão que nos traz hoje aqui: inaugura-se uma escola sem alunos? Como é possível isto?

Quem cometeu semelhante erro? Onde está a planificação? Agora já fechamos as universidades?

Bom. Por este caminho, de seguida é só colocar uma corrente com um cadeado nas fronteiras e... fechar o país!

publicado por J.Ferreira às 16:33

pesquisar
 
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
blogs SAPO