Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

27 Junho 2014

Para os políticos sem pudor nem preconceitos... todos e quaisquer argumentos servem para atingir os fins. Desde argumentos absurdos ... a manipulação de números, vale tudo! 

Ora... as pessoas começam a estar fartas de EUFEMISMOS... Não é verdade que se trate de uma "REORGANIZAÇÃO DA REDE ESCOLAR"... com o objectivo de melhorar o sucesso dos nossos alunos! Antes, estamos a assistir à  "DESTRUIÇÃO da REDE ESCOLAR" com o objectivo claro de REDUZIR a despesa com a EDUCAÇÃO das NOVAS GERAÇÕES para que sobre mais dinheiro sabe-se lá com que objectivos...! Quizas assim se poderá equilibrar melhor as contas públicas e continuaremos ver os governantes a nada fazerem para impedir que sejam prescritas ou perdoadas dívidas a quem argumenta ter-se "esquecido" de declarar... ou a quem, sistematicamente, falta ao cumprimento das suas obrigações para com o Estado (tal como repetidamente se tem vindo a tomar conhecimento pela comunicação social...)!

De facto, as escolas foram RENOVADAS... Foi feito um investimento ENORME ... diria mesmo COLOSSAL pelos últimos governos.

E para quê?  Para fechar as escolas um ou dois ou três anos depois? Em nome de quê? É assim que se luta contra a desertificação do Interior?

PRIMEIRO retiram  às gentes do interior a segurança das suas vidas: os  CENTROS de SAÜDE.

AGORA... retiram ao interior o pouco que lhes restava que os prendia:  as ESCOLAS.

Que mais falta fechar?

 

AINDA NÃO ESTÃO SATISFEITOS...? VOLTAM A FECHAR ESCOLAS...???

EM NOME DE QUÊ?  Da pedagogia? NÃO É SEGURAMENTE...

 

Os argumentos apresentados repetidamente pelos governantes para o encerramento das escolas são PURA FALÁCIA... PURA DEMAGOGIA!!!

Os governantes mentem com todos os dentes da boca.

Dizem que os alunos vão para escolas com melhores condições!!! PURA MENTIRA!

Antes, serão colocados em escolas com menor espaço de lazer e desporto... Terão de dividir os poucos recursos que restam nos centros escolares com mais e mais alunos! CENTROS escolares transformados em CENTROS MEGALÓMANOS... em autêntico AMONTOADO de ALUNOS.

Pobres dos que se deslocam diariamente. Crianças do "tamanho do chão" viajando diariamente mais de 20 kms...

Quem as acode? POBRES... Ao fim da viagem, chegam a casa cansados... lá se lhes vai a energia para estudar...

Terão de deitar-se mais cedo para levantar-se mais cedo... QUE INJUSTIÇA!

SIM... POBRES dos alunos TRANSPORTADOS (por vezes mais de 20 kms, por estradas sinuosas) pois ficarão em TREMENDA DESVANTAGEM face aos seus pares que residem ao lado da escola e que não terão o DESGASTE DIÁRIO casa-escola.

Se antes já havia alunos que se levantavam cedo... agora alguns terão de abandonar a cama "a meio do sono"... para  poder estar na paragem do autocarro... IGUALDADE de condições de SUCESSO?  COMO????

Na verdade, o que chamam REESTRURURAÇÃO da REDE não passa da DESTRUIÇÃO da REDE de ESCOLAS.

PIOR... Usar a MENTIRA como argumento é uma VERGONHA.

Os alunos continuam a ser colocados em turmas com mistura de níveis, mesmo nos centros escolares onde pretensamente seriam recolocados para que tivessem integrados em turmas de um só nível.

Simplesmente NÃO é verdade que a REDEFINIÇÃO da REDE implique GARANTIA de TURMAS mais HOMOGÉNEAS...

Na verdade, os CENTOS ESCOLARES criados com a destruição dos estabelecimentos que os alimentaram estão hoje sem alunos que garantam as turmas de um único nível.

OS PAIS ESTÃO A SER ENGANADOS...

Não se faz a redefinição da rede por questões pedagógicas... A REDEFINIÇÃO da REDE está a ser feita a RÉGUA e ESQUADRO... COM BASE EM CRITÉRIOS MERAMENTE NUMÉRICOS (ECONÓMICOS ): até 21 alunos... mantém-se a escola. Menos de 21 alunos, fecha!

Então uma escola com 21 alunos fecha porque pedagogicamente não é aconselhável que a turma tenha 2 níveis?

E se esses DOIS NÍVEIS ocorrem numa turma de um CENTRO ESCOLAR já não é ANTI-PEDAGÓGICO...!???

Por isso, quando se fala de melhores condições de sucesso na aprendizagem... valia a pena seguir os resultados dos alunos que são integrados nos novos espaços e concluir se realmente melhoram ou pioram os seus resultados. É que, mudando de escolas, não há garantia de ter melhores condições de aprendizagem. As turmas estão "superlotadas". Os apoios individualizados tornam-se cada vez mais difíceis... E, com 5 horas lectivas diárias, repartidas entre as disciplinas (com dois ou três níveis na sala de aula) é bem mais complicado de conseguir-se êxito com 26 alunos do que com 16 ou 18 alunos.

E os governantes sabem muito bem disto... Por isso, fizeram nascer o argumento da "melhor socialização" dos centros escolares. Mas o que se pretende afinal: uma melhor socialização ou melhores condições de sucesso escolar?...

Sim!... Outro dos argumentos utilizados é que nos Centros Escolares os alunos têm a oportunidade de conseguir uma "melhor socialização"... e isto, como se nas povoações onde são criados e de onde são originários vivessem como "selvagens"...! Mas será esse o problema dos nossos alunos? A falta de socialização? Será que o handicap dos nossos estudantes (que chegam ao secundário e ao superior) é a falta de socialização...?

E nestes centros escolares terão melhor socialização...? Bom... Até poderá ser verdade... Embora a ocupação do tempos lectivos seja de tal forma que, para além do reduzido  espaço de tempo que medeia entre a chegada à escola o início das aulas e o fim da escola e a partida do autocarro, nenhum tempo lhes restará para o convívio escolar... para a dita "socialização". 

No entanto, e seguramente, a socialização das crianças oriundas do interior será diferente... E, seguramente também, vão aprender com alguns dos novos (e muitos colegas) muitas coisas que os pais e a sociedade bem dispensavam, se não mesmo, censuram e penalizam...

A não ser que o governo tenha chegado à conclusão de que os alunos portugueses têm comportamentos inadequados (quizas, mais próprios da selva) e que tal se deve a um défice de socialização... Por isso, há que colocá-los como a sardinha na canastra... a monte, para se irem habituando aos caixotes que os esperam nos futuros bairros de pobreza a que a má gestão dos nosso políticos condenou o povo português.

publicado por J.Ferreira às 15:30

pesquisar
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO