Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

03 Dezembro 2014

Relembrando imagens do passado que podem ajudar a explicar o presente.

É estranho como a cada dia que passa se vai conhecendo o modus vivendi de alguns dos políticos da nossa praça!

As notícias que chocam a sociedade portuguesas parecem não terminar.  Desta vez... a revista "Visão" refere que a campanha de António Costa contra António José Seguro (nas eleições primárias do Partido Socialista) foi financiada também por José Sócrates! Associada ao nome de José Sócrates aparece uma quantia de  12.000 euros: 2.000 euros euros do ex-governante e ainda donativo de 10.000 euros, proveniente de Carlos Santos Silva, "por indicação de Sócrates".  

É caso para dizer: Arre, milionário! Apenas para a campanha de um amigo (ou compincha de partido) não se importou de investir uns largos milhares de euros da sua pobre miserável fortuna (relembramos aos leitores que José Sócrates afirmou ter contraído um empréstimo bancário para viver em Paris!) só para ajudar a "expulsar" da o guerreiro (leia-se, António José Seguro) do comando do partido socialista. Estranha "pobreza" que afinal se traduz numa fortuna colossal... De cidadão que necessita de um empréstimo para viver (logo, cidadão pobre necessitado!) José Sócrates passou a ser um milionário! E atreve-se a fazer um donativo superior a um ano de trabalho de milhões de portugueses! Bravo, José Sócrates! É pena que não tenha colocado toda a sua engenharia ao serviço do país! Que interesse terria José Sócrates em "expulsar" da direcção do partido o anterior secretário-geral socialista (António José Seguro)?

Hoje, ficamos a saber que o nosso ex-primeiro ministro (José Sócrates) tem dinheiro para financiar a capanha eleitoral de António Costa nas primárias socialistas...??? ... Mas... não foi este ex-(des)governante que tinha afirmado ter vivido em Paris com base num "empréstimo bancário"???

Em que ficamos? Onde estará a verdade? Afinal, quem é o verdadeiro José Sócrates? Um ex-político e ex-(des)governante miserável e pobre "pé rapado" que necessita que com ele o povo seja solidário ou de um afortunado multi-milionário??? 

Resposta? Não temos não! Mas o tempo e a justiça um dia o dirão!

Ora... das duas uma: ou pensam que podem fazer dos portugueses parvos... ou, pensam que somos todos estúpidos. Porém, estamos certos de que não vão conseguir nem uma coisa nem outra. E a justificação é até simples: então um governante que em tempos de crise e recessão económica (que, como afirmou, "não atingiu apenas Portugal"!) deixa que a economia do país se afunde a ponto de necessitar pedir um resgate da troika... consegue governar-se melhor que outros em tempo de expansão económica? Como?

Se assim foi, então tetremos de acreditar que José Sócrates é como o "vinho do porto": quanto mais velho, melhor! Ele é a tradução do homem de sucesso, um verdadeiro "self made man". Nas últimas décadas, José Sócrates não só passou de um estudante mediano a um excelente aluno (logo, bem-sucedido como estudante universitário!) como passou de um simlpes homem político a um excelente e muito bem sucedido empresário!

Bravo! De pessoas assim, necessita o país...!!! Mais... Cremos que o partido comunista deveria aprender a lição e, pugnar pela disseminação de pessoas como José Sócrates. É que, com uns tantos como José Sócrates depressa acabaríamos com os pobres em Portugal!

 

Finalmente, um último comentário. O xcorreio da manhã publica online que foi negada a aplicação do Habeas Corpus que tinha sido solicitado para o cidadão José Sócrates por parte de um "anónimo".

A notícia aparece também no jornal Público e só vem confirmar a expectativa de que o mesmo seria recusado. Tal deve-se ao facto de os juízes do Supremo Tribunal terem considerado que a prisão preventiva se enquadra nos princípios legais vigentes. Estranha-se que apenas tenha sido um cidadão anónimo a solicitar tal pretensão. Com o acórdão proferido, os juizes reiteram os motivos que levaram á prisão preventiva do ex-governante. Lembremo-nos que, nos casos de corrupção, o ónus da prova (relativo ao enriquecimento ilícito e à criação de fortuna de forma inexplicável por alguns cidadãos...!) cabe ao Estado (leia-se, ministério público!).

Ora, o povo diz (e muito bem!) que "quem não deve não teme". No entanto, estranha-se que os comportamentos das pessaos apreçam traduzir a máxima "gato escondido com o rabod e fora" já que, dias antes, a empregada da casa de José Sócrates escondia o computador do ex-governante na casa de um vizinho!!! Curioso... Logo na mesma altura em que a polícia fez as buscas na casa...!!! O que é ainda mais estranho é que, estando preso, José Sócrates tenha afirmado que se sentia "mais livre do que nunca"!

Por último, refira-se que, se a memória não nos falha, foi na vigência dos governos de José Sòcrates que foi recusada a aprovação de legislação verdadeiramente anti-corrupção da que, curiosamente, era promotor o deputado socialista João Cravinho). Por que terá sido?

 

publicado por J.Ferreira às 17:10

pesquisar
 
Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO