Até que o Teclado se Rompa!
"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

17 Março 2019

"Sim... Sem Professores Voltarremos à Barbárie"!

Os professores são profissionais que mereciam maior respeito seja da sociedade, a começar pelos políticos de circunstância. os políticos passam, os professores ficam.

Pois não nos apraz, em nada, corroborar a afirmação que intitula este texto.

Infelizmente, nos últimos tempos, em Portugal, os políticos (e outros quadrantes da sociedade, com jornalistas e empresários à cabeça (e outros lobbies do ensino privado) têm vindo a colocar em causa o sistema público de educação e os seus principais actores: os professores. Servem-se de tudo, incluindo da manipulação dos números para atacar (e até, achincalhar) os docentes portugueses.

Acusados de serem uns privilegiados, de quererem mordomias, retiram-lhes tudo, incluindo a dignidade de tratamento que deveriam merecer.

O prestígio social, o valor social dos professores foi lançado ao solo, como se de farrapos se tratasse para que todos quantos quisessem fazer deles um tapete, pudessem limpar as solas das botas sujas.

É triste que um país que se pretende pertencer ao primeiro mundo, que se pretende fazer passar por civilizado assim trate os seus professores, aqueles que lhe garantiram o acesso ao conhecimento e a chegada aos mais altos cargos que hoje desempenham.

Ingratidão... SIM... Sem dúvida.

E quiseram hierarquizar a importância dos professores em função da utilidade social que os cidadãos eleitores lhes atribuíram. E, como a maioria dos eleitores já não necessita da escola (mas receia poder vir a necessitar de cuidados de saúde e de enfermaria) nas redes sociais, apareceram comentários baseados em comparações salariais, para atacar os docentes, mais prescindíveis na sociedade que os enfermeiros, que desempenhavam uma função mais importante e  nobre que os professores.

Ora, meus caros. É triste que a população portuguesa demonstre tamanha falta de conhecimento. Deveriam saber que, há milhares de professores e todos eles se formaram sem os cuidados de um enfermeiro, e muitos deles, felizmente, podem NUNCA ter necessitado de um enfermeiro… mas não é por isso que lhe deixam de reconhecer o enorme valor que têm… Porém, meus caros, se queremos usar as falácias, rapidamente se perceberá que, sem professores não haveria enfermeiros… Nem mesmo médicos, advogados, juízes ou arquitectos!!

Em suma, sem professores não haveria democracia que sobrevivesse.

Uma sociedade que maltrata os seus professores deve começar a preparar-se para voltar ao tempo da lei do mais forte... 

Sem cultura, é a lei do mais forte que impera... Uma sociedade que desvaloriza e espezinha os seus professores, mais cedo ou mais tarde se dará conta, sobretudo quando se questionar os motivos porque se processou o “Regresso à Barbárie”.

 

publicado por J.Ferreira às 19:24

pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

7 seguidores

blogs SAPO