Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Foi no inído da década de 90 do século passado, que se iniciou uma onda que levou à machadada na solidariedade inter-geracional. Tal ocorreu quando o governo de então, dirigido por Aníbal Cavaco Silva, avançou com a decisão de aumentar colossalmente o valor das propinas a pagar pelos jovens que frequentavam as universidades, fazendo passar a ideia de que ser estudante universitário era um luxo.   Algumas atitudes impensadas de alguns, levaram a juventude universitária a (...)
Parece que temos finalmente alguém ao leme do governo que já se deu conta do disparate que são estes Rankings. Estes em nada contribuem para a melhoria da escola. Antes criam revolta, desânimo, atrito, guerrilha de palavras entre o público e o privado e até mesmo, dentro do público, que para nada servem. Os rankings valem pouco ou quase nada... Finalmente, parece que temos um Primeiro-Ministro com as ideias claras sobre o que valem os rankings...   A propósito dos Rankings (...)
Acabam de sair mais uns rankings que, a cada ano que passa, parecem fazer menores estragos.   É, no mínimo, estranho que, quando os resultados não se aproximavam do desejado, todos apontavam o dedo às escolas e ao profissionalismo dos professores pois havia que encontrar um bode expiatório, alguém para castigar, massacrar... E a poção mágica encontrada, foi, "sacudir a água do capote" e apontar o dedo às escolas e aos professores, responsabilizando-os pelos resultados menos (...)
Um dia perguntaram-me, o que fawer com uma criança ao chegar a hora de escolarizá-la??? Bom... — disse — Se fosse comigo... (e pudesse, obviamente), durante o tempo de escola "primária" emigraria para a nossa vizinha Espanha (Galiza) onde iniciei funções há cerca de 10 anos e de onde saí há apenas 3 anos,onde as escolas (urbanas !) havia turmas  com 25 alunos e turmas com apenas 8 ou 12 alunos mas todos de um único ano de escolaridade! E com todos os recursos, incluindo (...)
TUDO SE EXIGE À ESCOLA... COMO SE FOSSE FEITA DE SUPER-HOMENS e SUPER MULHERES chamados de PROFESSORES. "Pretendem que A ESCOLA SEJA "um estabelecimento que deve ensinar a educação para o trabalho, educação para o trânsito, educação sexual, educação física, artística, religiosa, ecológica e ainda português, matemática, história, geografia e língua estrangeira moderna." PORÉM... "supor que uma instituição com essa carga de atividade seja capaz de dar conta daquilo que (...)
Para saber ler números não basta olhar para os algarismos que os compõem! Finalmente, aparece um estudo que, se lerem até ao final, demonstra bem o quanto se pode manipular e exigir resultados. É comos e pudéssemos exigir a um trabalhador de "pá e pica" que abra os alicerces de uma casa com a mesma velocidade de quem tem uma retroescavadora. Por isso, para se afirmar que se sabe ler números, não basta olhar e saber pronunciar a correspondente ordem de cada um dos seus algarismos (...)
Nota Prévia: VEJA NO FIM o LINK para A NOTÍCIA que INSPIROU ESTE POST   Neste espaço que tenho dedicado à sociedade, hoje decidi deixar aqui algo autobiográfico. Não tenho a pretensão de ser nada nem ninguém na sociedade mas tão só de colocar aqui pequenas reflexões dando o meu contributo para tentar contribuir para a mudança de aspectos que creio, convictamente, merecerem a dedicação de algum do meu tempo. Nunca me senti futurologista... Alguns dizem que sim... Até (...)
A notícia que acaba de ser publicada sobre os resultados dos alunos portugueses nas Olimpíadas de Matemática deveria ser um forte motivo para subir o ânimo dos portugueses e uma razão extra para que todos nos sintamos orgulhosos! "Quatro jovens da equipa portuguesa ganharam medalhas de ouro, prata e bronze nas Olimpíadas Ibero-Americanas de Matemática (OIAM), que terminam sábado (...)
Os políticos em Portugal têm vindo a levar a cabo sucessivas reformas do sistema educativo que conduzem a um massacre sobre as crianças. Em nome da qualidade dos resultados, em nome do êxito escolar e profissional futuro, aumentam exponencialmente as dificuldades do currículo. Como se não bastasse, aumentam a pressão sobre os professores para que se forcem aprendizagens apra as quais a criança não está preparada.  A criança, ainda mal se equilibra e já está a ser (...)