Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

J.Ferreira

  Os motivos da condenação incluem, segundo o jornal Público "Os 265 mil euros que mandou pagar entre 2005 e 2007 ao advogado João Pedroso eram para que este compilasse toda a legislação portuguesa da área da educação. Mas o trabalho não foi levado até ao fim, e o advogado acabou mesmo por ter de devolver parte do dinheiro - mas só depois de o (...)

J.Ferreira

Quatro em cada dez alunos do 6.º ano não foram além de duas respostas totalmente correctas em nove no domínio do Conhecimento Explícito da Língua na prova de aferição de Português, o que fica “aquém do desejável”. Segundo o relatório nacional do Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE) do Ministério da Educação sobre a prova do 6.º ano, ontem divulgado, 42 por cento dos alunos tiveram um máximo de duas respostas totalmente certas e 10 por cento não (...)

J.Ferreira

No Público vemos o que a Ministra vem dizer de novo mas que já havia sido dito no Parlamento. Até quando continuaremos a ser enganados sempre pelos mesmo? Quando teremos coragem de mudar... efectivamente? É triste que se tratem assim as pessoas... Como se fôssemos um bando de fantoches, de bonecos, de... "A ministra da Educação, (...)

J.Ferreira

Vejamos como alguns disparates no sítio do Ministério da Educação vêm provar como o Ministério da Educação está imune à incompetência. Assim, no sítio do ME sobre a Avaliação do Desempenho de Docentes, mais concretamente o ponto 16. Regimes especiais podemos ler:   16.1. Período probatório diz que “Os docentes em período probatório são acompanhados por um docente do mesmo grupo de recrutamento. A escolha (...)

J.Ferreira

“Há muitos anos que a política em Portugal apresenta este singular estado: Doze ou quinze homens, sempre os mesmos, alternadamente, possuem o poder, perdem o poder, reconquistam o poder, trocam o poder... O poder não sai de uns certos grupos como uma pélcoa que quatro crianças, aos quatro cantos de uma sala, atiram umas às outras, pelo ar, num rumor de risos. Quando quatro ou cinco daqueles homens estão no poder, esses homens são, segundo a opinião e os dizeres de todos os (...)

J.Ferreira

Será que Portugal vai voltar a ser um Estado de Direito? Segundo o Jornal de notícias on-line... "A ministra da Educação foi hoje, quinta-feira, condenada por desobediência ao Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja e ao pagamento de uma multa por não ter sido retirada a avaliação de desempenho do concurso de colocação de professores, afirma a Fenprof.   Em comunicado, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof), citando o tribunal, afirma que Isabel Alçada foi (...)

J.Ferreira

A melhor forma de seguir em frente é... dar um passo atrás !   Sem dúvida !   Se atentarmos no discurso de Obama (ver/ouvir abaixo!) depressa nos damos conta de qual é o pensamento de Barack Obama quanto ao papel a desenvolver por cada interveniente no processo educativo dos jovens americanos. Assim, em vez de perseguição e (hiper)responsabilização dos professores (...)

J.Ferreira

Alunos Portugueses no Luxemburgo são campeões do Abandono Escolar. Um em cada quatro alunos abandona a Escola.  Que espectáculo. Teríamos que ser os melhores... Em alguma coisa teríamos de ser campeões... Mas não é só no Luxembrugo. mas ali, a culpa do abandono é atribuída ao seu dono: os pais. Em Portugal, os políticos incompetentes (porque não foram capazes de colocar a funcionar a inspecção do trabalho) demagogos (pois apenas lhes interessa o número de votos (...)

J.Ferreira

Há um sem número de trabalhos em que se pode facilmente avaliar a performance do trabalhador. Isto quando o resultado depende apenas do trabalhador desde que seja garantida a igualdade de condições de partida e de recursos. Exemplos: colocar azulejos (com paredes idênticas e igualmente preparadas!); varrer ruas (com o mesmo número de transeuntes, ...), entregar cartas em aldeias (com rede viária de equivalente!) ou em cidades (com o mesmo número de fogos habitados, (...)

J.Ferreira

Triste Figura! Meu Deus!  Que Trio !... É este o EXEMPLO de EXCELÊNCIA que nos querem dar!? Bem que podem abrir de novo a Universidade Independente! José Sócrates (Primeiro-Ministro), Maria de Lurdes Rodrigues (Ministra da Educação) e Valter Lemos (Secretário de Estado da Educação)... Qual será a doença que ataca os Socialistas? De facto, passam os anos e cada vez fazem pior figura. Lembram-se de António Guterres e o cálculo de uma dada percentagem do PIB?... Pois. (...)