Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Para saber ler números não basta olhar para os algarismos que os compõem! Finalmente, aparece um estudo que, se lerem até ao final, demonstra bem o quanto se pode manipular e exigir resultados. É comos e pudéssemos exigir a um trabalhador de "pá e pica" que abra os alicerces de uma casa com a mesma velocidade de quem tem uma retroescavadora. Por isso, para se afirmar que se sabe ler números, não basta olhar e saber pronunciar a correspondente ordem de cada um dos seus algarismos (...)
Nota Prévia: VEJA NO FIM o LINK para A NOTÍCIA que INSPIROU ESTE POST   Neste espaço que tenho dedicado à sociedade, hoje decidi deixar aqui algo autobiográfico. Não tenho a pretensão de ser nada nem ninguém na sociedade mas tão só de colocar aqui pequenas reflexões dando o meu contributo para tentar contribuir para a mudança de aspectos que creio, convictamente, merecerem a dedicação de algum do meu tempo. Nunca me senti futurologista... Alguns dizem que sim... Até (...)
"As Victórias de David Contra Golias" ou A Guerra dos "Marcelo" --> Portugal 1  - Alemanha 0       Treinador: Marcelo Rebelo de Sousa   Bem poderia ser um texto sobre futebol. Mas não. Não é de futebol que vimos aqui falar. É de outros jogos. De jogos de poder. De lutas pela sobrevivência de uma comunidade de cidadãos (os portugueses) que abriram horizontes e foram capazes de dar "novos mundos ao Mundo" e que agora estão cotados por agências de rating (...)
A cada dia que passa mais nos damos conta de que Portugal não só não evoluiu como, pior do que isso, caminha para o passado copiando os modelos que nos levaram a ser dos povos da Europa aquele que menos progrediu. Se atentarmos nas palavras de Guerra Junqueiro, depressa nos damos conta de que há mais de um século já os Portugal sofria de um grave problema. Nem os mais inteligentes e excelentes Ministros da Educação conseguiram dar a volta a esta questão porque, de facto, (...)