Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Até que o Teclado se Rompa!

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons." (Martin Luther King)

Parece que temos finalmente alguém ao leme do governo que já se deu conta do disparate que são estes Rankings. Estes em nada contribuem para a melhoria da escola. Antes criam revolta, desânimo, atrito, guerrilha de palavras entre o público e o privado e até mesmo, dentro do público, que para nada servem. Os rankings valem pouco ou quase nada... Finalmente, parece que temos um Primeiro-Ministro com as ideias claras sobre o que valem os rankings...   A propósito dos Rankings (...)
Para os políticos sem pudor nem preconceitos... todos e quaisquer argumentos servem para atingir os fins. Desde argumentos absurdos ... a manipulação de números, vale tudo!  Ora... as pessoas começam a estar fartas de EUFEMISMOS... Não é verdade que se trate de uma "REORGANIZAÇÃO DA REDE ESCOLAR"... com o objectivo de melhorar o sucesso dos nossos alunos! Antes, estamos a assistir à  "DESTRUIÇÃO da REDE ESCOLAR" com o objectivo claro de REDUZIR a despesa com a EDUCAÇÃO (...)
O Estado a que chegou o país é o resultado de tantas e tantas medidas avulso, espartilhadas, que retiram a autonomia às escolas. São obrigados a passar para o 2º ano de escolaridade os alunos todos, independentemente de conhecerem ou não apenas uma única vogal. Afinal, para que serve a escola? Para a integração social...? Depois, como pode uma professora (será que o é?...) pode defender este sistema que faz frustrar os jovens. Não querem traumatizar os alunos? Incrível... (...)
"Os professores ( funcionários públicos de primeira ) finalmente verificaram que para merecerem o ordenado ( acima da média Europeia ) ao fim do mês têm de trabalhar. Bem haja por isso e eis os resultados".     Pois, existem por aí, muitos blogonautas que necessitavam de dar um pouco mais de uso ao cérebro... Na verdade, se existe uma pessoa que seja a pensar que os (...)